quinta-feira, 19 de maio de 2011

Um pouco de leitor labial

A articulação de sons
engendra ruídos sonoros
que mostram os movimentos
dos lábios entrelaçado
a uma (quase) metáfora,
palavras emitidas
por algum interlocutor
que são captadas pela leitura
e interpretadas por uma
mera sessão lábio inferior
movimentando-se ao superior.
Nele há a presença
da capacidade de uma intuição,
de reflexos harmônicos
que pronuncia o tom melodioso.
É de transmitir inveja
a quem não possui o aparelho.
O que você faria com um leitor labial?!

10 comentários:

  1. As palavras são de facto sons que repetimos e que entendemos, mas são também uma linguagem universal do olhar que fará rir ou chorar muitos que ainda não sabem falar nem ler esses gestos.

    ResponderExcluir
  2. Muito bom seu poema, metáforas que vão além do apenas ler.Parabéns.

    ResponderExcluir
  3. Fiquei me perguntando o que faria... Não sei...

    ResponderExcluir
  4. Sons,,,lábios,,,metaforas de amor...abraços de bom dia pra ti meu amigo...

    ResponderExcluir
  5. Ol'a!!

    Jasanf...a sua pergunta 'e dificil..eu acabei de acordar. Vou pensar na resposta e volto..rs
    Por ora, parabens pela sua escrita, sempre tao bem elaborada, e um dia de muita inspiracao a vc!!
    bj
    Ma

    ResponderExcluir
  6. Letras que criam sonoridades de doces melodias e m nossa alma. Um grande abraço.

    ResponderExcluir
  7. Ótimo!!
    São necessarias músicas assim para embalar a nossa vida, e principalmente poesias desta forma!
    Eu adoro esse blog!

    ResponderExcluir
  8. Seu blog é muito bom por isso vim até o seu espaço e gostei muito do que li por aqui. Tenho um blog Tb gosto d++ de poemas. E estou te seguindo se VC puder da uma passada La no meu blog. VAI SER UM PRAZER SE PUDER ME SEGUIR...Bejs . Déia.........
    Esse é o link do meu blog
    http://wwwdeiablog.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  9. Bem, em alguns colocaria tarja preta, e outras leituras projetaria em avenidas! ;-) Bjs! A.

    ResponderExcluir
  10. Jas,
    Eu o transferiria para o céu das letras, onde leria o mais belo poema, de um eu-lírico despudorado da razão.
    É isso que eu faria com um leitor labial.

    Bj

    Catia

    ResponderExcluir