domingo, 26 de dezembro de 2010

Tudo azul

Ah! Como gostaria de te abraçar,
tocar em seus lábios
e fazer amor ao luar
sem perder o brio
para te amar.


Oh! Sinto sua falta em meu coração,
a tristeza corrói-me
e faz as lágrimas emudecerem
de saudade da sua singela canção.


Ah! Sinto falta dos abraços de Vênus,
dos carinhos que me alegraram
e me fizeram feliz um dia.
Sinto um imenso vazio perante o altar,
mas sei que irei te conquistar
um dia, talvez!


Oh! Deus não se esqueça de mim.
Dê-me algo verdadeiro em minha vida.
Algo que nutra meus sentimentos
e me traga de volta a vida.


2 comentários:

  1. Passei aqui lendo. Vim lhe desejar um Tempo agradável, Harmonioso e com Sabedoria. Nenhuma pessoa indicou-me ou chamou-me aqui. Gostei do que vi e li. Por isso, estou lhe convidando a visitar o meu blog. Muito Simplório por sinal. Mas, dinâmico e autêntico. E se possivel, seguirmos juntos por eles. Estarei lá, muito grato esperando por você. Um abraço e fique com DEUS.

    http://josemariacostaescreveu.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Um belíssimo e sentido poema.
    Parabéns!

    ResponderExcluir