quarta-feira, 12 de maio de 2010

O pote e o seu interior

Que mimo aquele pote de vidro!
Flores ornamentais cintilavam
e o enobreciam,
pareciam tulipas a enfeitar.
Pena que os biscoitos recheados de ternura
chamavam mais atenção
do que o objeto.
Algo singelo havia na imagem transparente.
Sua tampa de madeira
envernizava o brilho do recipiente.
Lustre de minh’alma!
Projeto arquitetônico da gastronomia encontrava-se nele,
pois descobriu-se o poder do achocolatado,
repleto de sabor,
oriundo de saber e precisão.
Guardava delícias variadas
com adornos ricos em proteínas
e aos poucos fluíam desejos loucos.
Prová-los tiraria sua beleza,
mesmo que sempre estivesse em construção.

2 comentários:

  1. Vc brinca com as palavras! Dá gosto de ler, um sabor tão chocolate!!! Lindo, lindo! me ensina a escrever assim?
    beijos, te gosto muito meu amigo!

    ResponderExcluir
  2. A musa da Controvérsia19 de maio de 2010 11:46

    Senti falta do que falar no texto. Na verdade, senti falta de qualidade. Uma coisa que merecesse ser dita. vc acha que este é o caso, ou vc está visando quantidade ?

    ResponderExcluir