quinta-feira, 21 de abril de 2011

A Ceia de Palhaços

Não quero pão nem vinho.
Farei minha própria oblação
e entregarei meus sentimentos
aos meus dozes seguidores imagéticos,
que brilham no escuro,
numa intensa luz florescente.
Eles serão os guardiões da palavra,
ora escrita, ora cantada.
Festejaremos juntos pela fé
que teima sair de nossos corações,
que adentra nossas veias,
que clama pelo alimento da alma.
Cearemos todos!
Distribuiremos coca-cola
depois que repartirmos o hambúrguer
em pequenos fragmentos.
Será o combustível da vida,
as asas da esperança,
a palavra profanada
e aclamada nos confins do mundo.
Será minha memória poética,
meus últimos gestos,
meus meros suspiros,
meu grito,
meus risos e palhaçadas
no picadeiro de um circo,
meu labirinto de questionamentos,
minha fertilidade,
já que sou Cefas,
por isso também edificarei a minha igreja:
a poesia.

14 comentários:

  1. Gostei desta ceia de palhaços...
    ficou na minha memória poética...creia-me...

    Um beijinho
    da
    Blimunda

    ResponderExcluir
  2. Perfeito o poema Jasanf!

    Beijo da Lu.

    ResponderExcluir
  3. Poema de força e revolta.
    Gostei mt.
    Beijo.
    isa.

    ResponderExcluir
  4. ...faltou o Tiririca!!!!

    bjks doce ♥

    ResponderExcluir
  5. para ler ,pensar e reler..
    beijo e boa Páscoa..

    ResponderExcluir
  6. e me pergunto,que seria de nós sem a terna Poesia...
    e de fato esta,me fez refletir! :)
    Jasanf,vim agradecer sua doce visita,e cá estou retribuindo-a nesta tua casa.
    Já sigo-te
    Feliz Páscoa,que os reais motivos se façam presentes em nós.
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Jasanf, querido !
    Que ceia mais deliciosamente sensível, rica e moderna. Adorei !

    Que bom ter a sua visita em meu Blog !
    Tua escrita é ótima, igualmente o seu espaço.

    Ótima Páscoa, bjos.

    ResponderExcluir
  8. Diferente
    inteligente

    Feliz Páscoa Jasanf!

    ResponderExcluir
  9. Supper Of The Clowns ... Scary !!! Splendid idea though, Jas ... Greetings and Love, cat.

    ResponderExcluir
  10. Uma revolta em revolto momento, um sabor de pimenta mascarado com chocolate regado ao vinho seco! Ótima meditação e belo poema! bj.

    ResponderExcluir
  11. Faltou a foto do autor desta página na "ceia".Muito infeliz sua idéia meu amigo!

    ResponderExcluir
  12. Olá, preciso do autor dessa obra. Alguém pode me dizer, por favor?

    ResponderExcluir
  13. Clara, a autoria do texto é minha, mas quanto à imagem da ceia dos palhaços não sei quem fez tamanha arte com pastiche.

    ResponderExcluir